Amigo, não perca o seu tempo

Feche a porta do seu quarto,
ponha o café na mesa,
escolha a meia-luz da janela e fique quieto.
Pense,
anote,
reflita,
pare,
descanse;
leia um livro de um cara bom,
assista algo legal como um filme histórico.
Use a máquina de escrever e não fique a falar tudo que surge em sua cabeça,
mas anote tudo que sentir,
este é o único jeito.
Não há como convencer alguém,
porque ninguém está interessado em ser convencido de algo.
Procure fazer fichas parecidas com as que existem nas bibliotecas para que você encontre o que procura.
Não tenha medo de rabiscar ou mesmo de começar tudo de novo;
aperte o play e curta um disco,
não tenha medo do amanhã ou de si mesmo,
mas tenha medo de estender a sua mão,
e nunca diga nada,
porque isto é o melhor a fazer.
Escreva o tempo inteiro e nunca pare por bobagens,
é o melhor para a sua cabeça e para o seu coração também.
Se quiser falar com alguém,
que seja com a sua máquina de escrever,
aliás,
converse sempre com ela,
porque a sua máquina de escrever é a única coisa que existe no mundo em seu favor,
respeite isto,
e nunca,
meu amigo,
nunca perca o seu tempo tentando convencer alguém.