O mundo não precisa de mais do mesmo

Eu tenho uma teoria,
e talvez você ache que é loucura da minha parte,
mas eu já me acostumei com rótulos,
sabotagens e gente estúpida,
é isto mesmo,
o tempo é como uma vacina,
uma espécie de casca ao redor da nossa pele,
como uma blindagem;
você me entende?
É verdade,
porque depois de um tempo,
você para de se importar com os cães que latem dentro do pátio,
e compreende que apenas os cães que estão na rua podem brigar contigo;
você me entende?
Porque latir não é morder,
e a minha teoria é muito simples,
o mundo não precisa de mais do mesmo,
acredite em mim.
Ninguém aguenta mais a mesmice,
e eu posso provar isto que penso através da minha experiência de vida.
E vou explorar uma situação corriqueira pra que eu seja o mais claro possível em minhas colocações e você me entenda;
certo?
Experimente foder a sua garota sempre do mesmo modo,
seja sempre o mesmo carinha de estilo feijão com arroz pra ver se mais cedo ou mais tarde,
ela não dará um bom chute em seu traseiro esperando que o seu caralho levante.
Ela tentará uma,
duas,
três vezes,
mas se os chutes que ela deu em seu traseiro não levantarem a sua moral,
o sentimento de desejo que ela um dia sentiu por você será sepultado no ralo do banheiro,
enquanto ela toma um banho solitário pra se livrar de qualquer resto seu que permaneça em qualquer parte do corpo dela;
você me entende?
Cara,
foder é viver,
e a vida se transforma todos os dias,
você precisa mostrar a ela que está ali por você e por ela,
porque você quer estar,
porque nada mais importa.
Faça tudo o que puder pra ser um sacana que tem mais a inventar do que a dizer,
acredite,
ela entenderá o seu corpo,
e se você não for um estúpido,
vai ler a pele da sua garota e compreender o que ela responde;
você me entende?
Ninguém sai de uma cama e vai pra um chuveiro quando o que há de mais interessante está no quarto e não no banheiro,
ninguém quer se limpar do que gosta e daquilo que lhe faz bem;
você me entende?
É como um dia eu ouvi de uma meretriz:
ninguém troca um parque de diversões por um cano que mija água pela parede;
você me entende?
Então é isto,
o mundo não precisa de mais do mesmo,
e isto serve pra tudo na vida,
o mundo não precisa de caras limpinhas,
de colarinhos apertados como coleira de cachorro que fica no pátio e não conhece a rua,
o mundo não precisa mais de carruagens,
porque vivemos a era da delinquência;
você me entende?
O mundo não precisa de elegância,
de perfumes caros ou de idealizações ilusórias,
o mundo precisa de liberdade,
as pessoas querem algo que as complete,
algo que mostre a elas que ninguém morre antes de cair no chão;
você me entende?
O romantismo morre plantado em uma janela à espera de uma serenata que toca o ouvido,
mas que nunca atinge a alma;
você me entende?
O mundo é um lugar sangrento,
fedido,
cheio de cheiros,
de desejos,
de novidades e de espíritos em busca de alegria,
e alegria é liberdade,
e a liberdade é o que arranca de um ser aquilo que ele ainda não conhecia;
você me entende?
Porque quando a liberdade arrebata um corpo,
ela também liberta uma alma,
e não tem nada que o idealismo,
que o romantismo e que a mesmice,
possam fazer em um mundo como o nosso,
um lugar inóspito pra quem ainda não entendeu a diferença entre viver no mundo e estar no mundo;
você me entende?
Então é isto,
o mundo não precisa de mais do mesmo,
e esta é uma teoria simples que faz muita diferença pra quem deseja muito mais do que civilização e frustração;
você me entende?